Post Pic

River Raid

River Raid, lançado em 1982 pela Activision, tornou-se um grande clássico e um dos melhores jogos do Atari. Foi desenhado por uma mulher, Carol Shaw. Você irá guiar um caça, ou avião, como quiesr, com objetivo de destruir tudo o que vier pela frente, sempre cuidando para não enconstar em nada, a não ser nos postos de gasolina.

Foi um jogo revolucionário para sua época, já que os jogos de tiro eram com tela estática, bem diferente do River Raid, onde um avião move-se pelo cenário na direção vertical, com o cenário movendo-se conforme a velocidade do avião.

Ficha técnica:

Nome: River Raid;
Tipo: Ação / Shooter;
Desenvolvedor: Activision;
Programadora: Carol Shaw;
Ano de lançamento: 1982;
Multiplayer: Sim, dois jogadores de modo alternado;
Tamanho: 16 kb;
Plataforma: Atari 2600.


Gráficos:

Diferentemente de muitos jogos do Atari, que eram cheio de pixels grandes, aqui o jogo quase não se mostra pixelado, o que torna o jogo muito belo para os padrões do Atari. Você pode notar perfeitamente os helicópteros inimigos, os aviões que sobrevoam a tela rapidamente, os barcos, o rio que tem um belo tom de azul, é tudo muito bonito e agradável. As explosões são um show a parte, principalmente quando é uma ponte que é atingida.

Som:

Apesar de não haver música no jogo, o som comporta-se de modo perfeito, sendo que o barulho do motor do avião é o que dará ritmo ao jogo. Quando a nave explode, quando ela acelera ou diminui a velocidade, quando a nave está reabastecendo ou dando tiros, ou até mesmo quando a gasolina está acabando, há som para tudo.

Jogabilidade:

O ponto mais alto do jogo, e não poderia ser diferente em um jogo deste gênero. O avião só se move para frente, nunca para trás, podendo dobrar para a direita e esquerda. Você pode controlar a velocidade do seu avião. Ele viaja a uma velocidade padrão, se você quiser manter ela, é só controlar para direita ou esquerda, se quiser acelerar ou diminuir a velocidade é só usar os comandos para frente e para trás. E, logicamente, o botão é para dar os disparos.

Dificuldade e diversão:

O jogo requer bastante treino e habilidade. Como qualquer jogo estratégico, saber lidar quando a nave estiver em uma posição difícil é fundamental. Às vezes tem que escolher o caminho a ser seguido, e tomar a decisão correta pode ser crucial. É isso que torna o jogo extremamente divertido e emocionante, saber sair das dificuldades. Quando estiver com pouco combustível, terá que acelerar para não explodir. Com muito treino pode-se terminar este jogo, como eu o fiz.

Replay:

Este é sem dúvida um jogo que nunca se cansa de jogar, um jogo que não é enjoativo, e tem uma estratégica fascinante, saber tomar as decisões rápidas é crucial, e isso torna o jogo um daqueles que sempre dão vontade de dar uma jogadinha, mesmo depois de décadas do lançamento.

Inimigos:

Os inimigos são aviões e barcos, que tanto podem estar parados ou se movendo. Já as pontes são para marcar o ponto de saída caso você perca uma vida, destruindo a ponte você largará daquele ponto caso exploda. Para abastecer o avião, é necessário passar por dentro dos postos de gasolina, e quanto mais lento o avião estiver, mais gasolina irá colocar. Você pode destruir os postos de gasolina também para ganhar pontos, mas tome cuidado para não deixar a nave sem combustível.

A cada 10.000 pontos, ganha-se uma vida. Os pontos eram conseguidos da seguinte forma, em ordem crescente:

Navio: 30 pontos;
Helicóptero: 60 pontos;
Posto de Combustível: 80 pontos
Ponte: 500 pontos;
Caça de guerra: 100 pontos.

Curiosidades:

Houve uma continuação do jogo, River Raid II, porém nunca obteve o sucesso do primeiro jogo.

No início foi cogitado a idéia de controlar um barco ao invés de um avião;

Foi o primeiro jogo a ser proibido na Alemanha, em 1984, pois eles alegavam que poderia desenvolver violência nas crianças, ficando proibido até 2002;

Carol Shaw gostaria que o jogo acontecesse no espaço, o que foi rejeitado pela Activision, que achava que este tipo de idéia já estava bastante saturada devido a diversos jogos com essa idéia.

O jogo também poderia ser jogado de dupla, o que agregava o divertimento, pois a rivalidade pegava fogo, um querendo fazer mais pontos que o outro. Porém o jogo acontecia de modo alternado, e não com duas naves ao mesmo tempo na tela. Começava com o jogador 1, pilotando o jato branco, até perder a vida, depois era a vez do jogador 2, pilotando um jato da cor preta, para diferenciar do jogador 1.

Quanto mais adiantado for a fase, maior o número de inimigos na tela e menos postos de combustíveis aparecerão

Ter a pontaria certeira é fundamental, e não adianta sair atirando sem parar, pois pode acertar os postos de gasolina, e se estiver com pouco combustível, a situação complica.

Destruindo uma ponte

A escolha do caminho certo faz a diferença no jogo

Tensão total, pois estava chegando o final do jogo e tinha  sete vidas, e meu objetivo era terminar com nove vidas

Passando por um posto de combustível

Prós e contras do jogo:

Prós:

Bons gráficos; Jogo fácil de aprender; Extremamente divertido; Não é enjoativo;

Contras:

Poderia ser mais desafiador, pois depois de algumas rodadas o jogo torna-se previsível; Os inimigos não atiram em você.

RECORDE MUNDIAL:

Antes que alguém critique, dizendo que usei save state para chegar ao final do jogo com nove vidas, quero dizer que não usei esta ajuda. Já tinha feito um milhão de pontos duas vezes antes, na mesma semana, também tirando fotos para este review, porém tinha fechado uma com oito vidas no final e a outra com sete vidas, e deletei tudo para jogar novamente, tendo conseguido este placar na terceira tentativa.

Fiz isso  pelo simples fato de ser orgulhoso, e querer fazer um review com um recorde mundial. Não ficaria satisfeito se tivesse usado de artimanhas do emulador. Na minha infância já tinha zerado este jogo outras vezes, porém não lembro com quantas vidas tinha ficado no final, e posso garantir que a habilidade não se perde, mesmo parando de jogar este jogo a uns 25 anos.

Fica aí o desafio, se alguém conseguir igualar meu recorde, zerar o placar ficando com nove vidas no final. Até hoje não vi ninguém que tenha o feito, mas posso garantir que com uma boa habilidade e bastante treino, outros poderão conseguir. Claro que não é para os menos habilidosos.

O verdadeiro final de River Raid:

Bem, na foto a seguir está o verdadeiro final do jogo, desmentindo muitas histórias, entre elas uma em que o avião pousa em um aeroporto no final. Outra é que existia um paredão, pelo qual o avião não poderia passar e acabava o jogo.

O verdadeiro final de River Raid

Nota final:

Gráficos: 10,0;
Jogabilidade: 9,5;
Som: 9,0;
I.A: 9,0;
Multiplayer: 9,0;
Diversão: 10,0;
Originalidade: 10,0;
Dificuldade: 9,5;
Replay: 10,0;

MÉDIA TOTAL: 9,56

Artigos relacionados


Fatal error: Call to undefined function yarpp_sql() in /home/dinheiroopo/arcadetotal/public_html/wp-content/themes/convergence/single.php on line 55